Google+ Followers













Poema ao acaso

Add this

Bookmark and Share


terça-feira, 20 de setembro de 2016


Exemplo de Humildade - Tião Carreiro e Pardinho

Chora Viola Tião Carreiro e Pardinho Composição: Lourival dos Santos / Tião Carreiro Eu não caio do cavalo nem do burro e nem do galho Ganho dinheiro cantando a viola é meu trabalho No lugar que tem sêca, eu de sêde lá não caio Levanto de madrugada e bebo o pingo de orvalho Chora Viola Não Como gato por lebre , não compro cipó por laço Eu não durmo de botina não dou beijos sem abraço Fiz um ponto lá na mata caprichei e dei um nó Meus amigos eu ajudo, inimigo eu tenho dó Chora Viola A Lua é dona da noite o sol é dono do dia Admiro as mulheres que gostam de cantorias Mato a onça e bebo o sangue, furo a terra e tiro o ouro Quem sabe aguentar saudade não aguenta desaforo Chora Viola Eu ando de pé no chão piso por cima da brasa Quem não gosta de viola que não ponha o pé lá em casa A viola está tinindo, o cantador tá de pé Quem não gosta de viola, brasileiro bom não é Chora Viola Categoria Música Licença Licença padrão do YouTube Música "Chora Viola" por Tião Carreiro & Pardinho (Google Play • iTunes)

Getting Started with Firebase on iOS - Firecasts

Milionário & Marciano - Do Mundo Nada Se Leva | DVD Lendas

Milionário e José Rico-Do Mundo Nada Se Leva